Posts Tagged ‘Esportes’

2016 Goes To…

setembro 30, 2009

olym2016logos

Na próxima sexta-feira, dia 2, o COI (Comitê Olimpico Internacional) irá divulgar a cidade sede das Olimpíadas de 2016.

Você leitor bem informado do Pão & Circo, vai escutar a enxurrada de notícias que a confirmação ou não confirmação do Rio de Janeiro como cidade sede vai gerar, então, desde logo é bom você decorar algumas frases, para se mostrar uma pessoa bem informada com seus amigos e colegas de trabalho. Ser bem informado é tudo no mundo dos negócios.

Não se esqueça de usar frases como “Madrid oferecia uma ótima estrutura para realização dos jogos, mas não contava com o apoio popular devido à crise financeira, já que a Espanha foi um dos países mais afetados pelo mal agouro de 2008”, ou você pode demonstrar um grande conhecimento sobre a história das Olimpíadas “Chicago era uma das favoritas, entretanto, a comunidade esportiva internacional via com maus olhos a candidatura, já que seria a terceira cidade americana escolhida em menos de 30 anos”.

Com intuito de dar uma força, o blog Pão & Circo vai postar aqui o vídeo promocional das quatro cidades candidatas, para você mostrar aquela estagiária gostosa, que você não está aonde esta por acaso.

Fico devendo a ficha técnica dos filmes, mas pela qualidade e preciosismo das produções, pode ter certeza, todas contaram com o melhor da publicidade que o dinheiro pode pagar. Qual é o seu favorito?

E claro, nós aqui da distante e fria Porto Alegre estamos na torcida pelo Rio.

Uma Olimpíada Muito Louca

setembro 30, 2009

Gostei muito do trabalho Micheal Dotson, americano nascido em Ohio, Cleveland.

Na verdade não faço ideia de que movimento artístico ele pertence – mas sei que gostei do que vi.

Ele usa cores muito fortes, intensas para ser mais preciso, meio que remete aos anos 80 e seu frenesi policromático. Sua temática é uma mistura de linhas com forma geométricas básicas (como o círculo, quadrados, triângulos caso você não saiba) e símbolos esportivos como ginásios, estádios, piscinas e quadras de tênis.

O que me faz pensar que este conjunto de obras poderia ser descrito como sei lá, Olimpíadas do Santo Daime, quem sabe?

Acesse o site dele:

http://michael-dotson.com/home.html

Berlino Forever

agosto 24, 2009

Berlino and Bolt

Este domingo terminou o Mundial de Atletismo realizado em Berlin.

Claro que o grande destaque foi o jamaicano Bolt que quebrou dois recordes mundias, nos 100 e 200 metros sem barreras, suas caras e bocas ganharam manchetes do mundo inteiro.

Também não podemos esquecer da sempre louvável russa Helena Izambayeva e sua barriga de tanquinho chorando no colchão do salto com vara. As disputas do declaton e da marcha atlética ficaram para sempre em nossas memórias – isso é brincadeira.

Mas quem ganhou a simpátia de todos foi o não menos simpático mascote da competição, o Berlino, sempre empolgando o público, apoiando os atlétas. O urso fez tanto sucesso com suas aparições na pista do Estádio Olímpico de Berlim durante o Mundial de Atletismo que os bonecos de pelúcia do mascote esgotaram antes mesmo do fim do evento.

Olha aí um video dele aprontando uma das suas.

A Tal da Endorfina

junho 5, 2009

2263143527_8fcdaffe3c

Ontem a tarde, estava assistindo o Multishow, o programa em questão era “O Corpo Perfeito”, que tem como foco principal a personal trainner Jackie Warner, que acabava de instalar uma académia em Hollywood, seu objetivo: fazer de sua academia a mais bem sucedida de L.A.

Me chamou muitoa atenção a fala de uma mulher que iníciou o programa pesando 120kg, mas que conseguiu o feito de emagracer 12 kg, chegando a marca de 108 kg, ela estava radiante com o peso perdido, embora soubesse que estava muito longe de ter o “corpo perfeito” – mas que finalmente tinha conhecido os efeitos da “tal endorfina” que os personal treinners tanto falavam. Gostei muito dessa expressão da tal de endorfina, ela conseguiu resumir bastante o significado da sua vitória, estar se sentido melhor em relação a si mesma.

Putz, isso é verdade mesmo, por sorte foi na semana que eu voltei a correr(mas o que vou dizer vale para todos os esportes), e começo é sempre uma merda, doi o joelho, aquele dor abaixo do pulmão que parece uma facada, a panturrilha pesando, o café da manhã querendo sair, as bolhas nos pés – tudo isso é uma maneira do seu corpo dizer – “se fode malandro, agora vai pagar pelos meses de abuso”

Mas com o tempo as coisas vão entrando no lugar, o ar começa vir entrar mais facilmente, e logo, você para de olhar para o relógio a toda hora e simplesmente deixa fluir, uma espécie de transe toma conta da sua cabeça, um ritual de você com você, para você.

As paisagens vão mudando e ficando para trás, no final você consegue fazer o tempo/distãncia pretendidos, uma grande vitória que ninguém vai comemorar, apenas você – é nessa hora que você limpa o suor com a camiseta que finalmente sente “a tal da endorfina”

A vitória que só os atletas pós-expediente podem ter.