Criatividade com classe

Uma falha que ocorre seguidamente nas faculdades de publicidade, quase todas as semanas, nas mais variadas cadeiras, em todos os semestres do curso, sendo os culpados tanto alunos como os professores. Sabe do que eu estou falando? Não? Dos malditos exemplos e cases que são dados em aulas.

Ao menos uma vez por mês eu escuto alguém contando como o logo da Nike foi criado ou que a Coca Cola era uma marca de xarope, histórias de Steve Jobs e como a Havaianas deixou de ser chinelo de pedreiro para virar a sandália favorita dos globais.

O que estou dizendo é que por mais de oito semestres somos atochados dos mesmos exemplos, dos mesmos cases que todos estamos cansados de ouvir. Estas empresas acima não estão, aonde estão por acaso, investiram muito para ocuparam as suas posições de lideres do mercado, não por acaso, possuem milhões de dólares anuais para investir em propaganda.

Mas quando o pessoal começa, o buraco é bem mais embaixo. A frase  que mais escutamos no inicio das nossas carreiras é “o cliente possui pouca verba”, e escutaremos essa oração por muito tempo. O que quero dizer é que ninguém nos ensina a vender produtos que não são tão bons assim, marcas que não são muito queridas e respeitadas ou demandas indesejáveis.

Por isso deixo aqui um bom exemplo, de pouco dinheiro e muita criatividade a serviço uma bicicleta velha que foi vendida por 500% a mais do seu preço de tabela.

Confere aí.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: