Arte pela arte

Quem foi que disse que apenas na gringa a gente encontra aquelas ótimas intervenções urbnas, obras de arte pra lá de modernas que nos fazem sentir em outro mundo.

Então Porto Alegre caminha em direção a este maravilhoso mundo novo, para começar temos a Bienal do Mercosul, galpões do cais do perto estão cheio de instalações que ninguém entende o real valor e útil daquela obra. Imagino a cena de um ônibus repleto de fedelhos do ensino fundamental que vão até o porto visitar a amostra, a molequeda se diverte pelos pavilhões não se importando muito com expressões tão importantes para os artistas: conceito, estética, simbologia, nada disso – mas chega um momento que vai ter alguma coisa que vai chamar a atenção de algum deles, infelizmente ele não tem parâmetros para analisar o que seus estão enxergando, então esse moleque pergunta a sua professora “tia porque esse monte de areia aqui dentro e porque aquela Kombi cheia de guarda-sóis em volta?”.

Infelizemente a professora não vai saber responder, nem você, nem eu.

Mas parece que o espírito da arte non sense se espalha para cidade, olha o que aprontaram no bairro Glória aqui de Porto Alegre, o autor da façanha não foi encontrado ainda.

Anúncios

Tags: , , ,

Uma resposta to “Arte pela arte”

  1. Anderson Segall Says:

    non sense mesmo né…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: