As Cores do Tempo

Quando era a criança, tinha milhões e milhões de fantasias, como todo mundo teve, com o passar do tempo a realidade começa a tomar espaço na nossa cabeça, até se assentar de vez, e o que um dia foi a mais pura verdade, não passam lembranças bobas, quando lembradas é claro.

Foi por isso que eu resolvi fazer esses post, quando olhei para essas fotos surgiram essas crenças de crianças, quase dadas por perdidas. A primeira delas que ressurgiu é que eu pensava que as pessoas já nasciam com suas respectivas idades, ou seja, se você era adulto, você ficaria adulto para sempre,  com os idosos a mesma coisa, um dia perguntei a minha avó se ela já tinha nascido velha.

A outra foi que que eu dava por 100% certa,  era que até poucos anos atrás, numa passado não muito distante, o mundo era em preto e branco, isso mesmo, mas ou menos há uns quarenta anos atrás. Lá por 1955 os EUA inventaram as cores, com a ajuda da IBM, claro que a tecnologia demorou um tempão para chegar no Brasil, em volta de 1975, ou seja, o Brasil mais de 30 anos para deixar de ser preto e branco, que pais atrasado.

Devaneios a parte, essa é uma coleção de fotos coloridas digitalmente, sobre Paris em 1900, ano da Exposição Universal, a cidade se preparou como poucas, a construções criadas para receber o evento duraram até hoje, podemos citar como melhor exemplo a Torre Eiffel.

Em 1900 Paris era exatamente o “right place, at the right time”, a burguesia francesa estava com os bolsos forrados de dinheiro devido à revolução industrial,  sem saber o que fazer com tanta grana eles resolveram investir em cultura. entretenimento e sacanagem (Moullin Rouge), milhões de artistas de todas as classes migraram pra cidade luz, um busca de uma vida boêmia, tanto que para essa fase se deu nome de Belle Époque.

Rimabuad, Zola, Verlaine na literatura; Toulouse Lautree, Degas entre outros criaram suas melhores obras nesse período, inspirados pela Fadinha Verde, para quem não sabe doses industriais de absinto.

E realmente essas fotos, coloridas com cores destoanres, dão impressão de serem um passeio psicodélico por Paris com litros e mais litros de absinto na cabeça.

A exposição completa aqui: http://www.flickr.com/photos/brooklyn_museum/2486020327/

Paris

Paris

Paris

Paris 1900

Anúncios

Tags: , , , , ,

Uma resposta to “As Cores do Tempo”

  1. Marta Says:

    ek burrito esta muy guapa, estarian muy bien cantando juntos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: